Um crime chocou o país na noite desta terça-feira, 21 de janeiro!

Bene Barbosa e Iago Furtado trocaram tiros e trucidaram as mentiras do desarmamento e os ideólogos do “mundo melhor”. O crime aconteceu por volta das 20 horas no Twitter, na esquina do perfil @presidentemvb com o perfil @joseiago_.

Nem mesmo o politicamente correto foi poupado, e morreu no local. A ideologia esquerdista e o movimento revolucionário, que passeavam nas redondezas de mãos dadas com o totalitarismo, foram também atingidos pelos estilhaços, e não resistiram aos ferimentos. Foi chumbo grosso para todos os lados.

Os políticos desarmamentistas molharam as calças e quase morreram de susto logo nos primeiros disparos. Hipócritas, foram levados em estado grave – no colinho dos seus seguranças fortemente armados – pra tomar um banho de piscina em suas respectivas residências oficiais. Um grupo de militantes pacifistas tentou intervir batendo as asinhas e gritando: “sou da paz, sou da paz”. Mas, ao verem um menino com um biscoito na mão que tinha o contorno de uma arma, desmaiaram de susto e viraram purpurina.

A polícia técnica esteve no local, e recolheu as armas usadas no crime: argumentos claros e embasados em dados reais, em pesquisas sérias sobre segurança pública. E não nas expectativas imaginárias, que só sobrevivem na cabeça oca dos ideólogos do desarmamento.

Uma década de dedicação pessoal de Bene Barbosa faz dele, junto com o Movimento Viva Brasil, o principal e mais atuante defensor das liberdades individuais e da legítma defesa da história recente do país.

Parabéns ao Iago Furtado pela execelente idéia! Abaixo, uma pequena coleta de provas da cena do crime. A íntegra pode ser consultada nos perfis do Twitter – @presidentemvb e @joseiago_.